Programa2019-08-17T06:41:21+00:00

O Programa

O Programa Oeiras Solidária é uma plataforma de networking, de iniciativa municipal, inovadora e inédita a nível nacional, que promove e agiliza a colaboração entre organizações dos vários setores. É nossa missão envolver na comunidade as muitas empresas que têm vindo a instalar-se no concelho.

Porque acreditamos que o contributo de todos é muito relevante para o desenvolvimento socioeconómico local e o POS tem procurado criar oportunidades para que os agentes locais participem no desenvolvimento sustentável do território.

Neste sentido o POS tem procurado potenciar a proximidade entre os agentes locais, na promoção de ações de voluntariado, na cedência de bens, serviços e apoio logístico, na capacitação ou apoios financeiros, entre outras iniciativas.

No âmbito da Missão do POS, existem relações privilegiadas com várias organizações de âmbito nacional, que se destacam na área da sustentabilidade, com quem se tem promovido regularmente iniciativas conjuntas que possam acrescentar valor ao território de Oeiras.

Visão

Desde 2016 o POS tem procurado alinhar a sua estratégia com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) contribuindo para um papel ativo da autarquia na sua dinamização junto dos membros desta Rede.

A inovação social é outra das nossas apostas. Identificamos, promovemos e apoiamos novas respostas e modelos de intervenção que ainda não existam nas áreas de atuação chave, cujos impactos possam vir a ser escalados noutros contextos

Sempre atentos a boas práticas e referências internacionais nesta área, procuramos explorar parcerias nacionais e internacionais que, através do intercâmbio de experiências e da partilha de conhecimentos, nos permitam levar sempre mais longe a nossa missão.

Finalmente, procuramos contribuir para a agenda pública, através da dinamização de grupos de trabalho que acompanham os processos de reformulação ou revisão de orientações para a prática ou de políticas setoriais.

A História do POS

Programa Oeiras Solidária (POS) surge de um Protocolo de Colaboração celebrado no início do seu funcionamento, em 2004, com 15 empresas fundadoras, contando atualmente com mais de 150 empresas aderentes, sendo que pelo menos 50% destas são ativas.

Este programa municipal tem ganho novos contornos nas suas fases de evolução envolvendo sempre organizações sociais e empresas. Iniciou-se gerando canais colaborativos associando a disponibilidade empresarial na área da responsabilidade social e os seus potenciais recetores.

A Câmara Municipal de Oeiras (CMO) foi assumindo crescentemente o papel de mediador desta rede, enquadrando os benefícios da partilha estabelecida entre empresas e agentes locais no território do concelho. Desde o lançamento deste programa, as empresas faziam a sua escolha das IPSS’s com mais notoriedade para canalização dos seus apoios e um pequeno número de empresas na sua maioria multinacionais estavam sensíveis para esta área. Era a fase do modelo financiador/executor que se traduziu em inúmeras ações de colaboração.

Podemos referenciar uma fase seguinte, a partir de 2011/2012, concretizada através de um modelo mais cooperativo em que o Município enquadra a parceria e transmite a sua visão estratégica dos problemas e necessidades concelhias, e procura garantir um maior equilíbrio na distribuição dos apoios e um maior impacto dos mesmos para o desenvolvimento da região.

Um Novo Paradigma

A partir de 2014, o POS procurou constituir um novo paradigma que aproveite a relação positiva estabelecida entre as empresas e instituições concelhias e as respostas já dadas a alguns dos problemas identificados, para que se passasse para uma ação comum, concertada e focalizada nas principais necessidades, que promovesse o encontro entre empresas e agentes locais numa plataforma de sinergia sustentável e que permitisse a compreensão da vantagem mútua de estarem juntas.

Esta fase, denominada de sinergia, tem vindo a ser potenciada com base em recomendações resultantes de uma avaliação externa do programa realizada e com o estabelecimento de protocolos de cooperação com entidades de referência.

Durante o contexto da última crise económica e social, o POS procurou potenciar o papel que as parcerias podem ter na resposta aos problemas sociais, na expetativa de obter resultados mais sustentáveis em alternativa às respostas tradicionais, beneficiando da heterogeneidade, capacitação e motivação dos atores em presença.

Para além do investimento social para as organizações locais, em que se participa num projeto, idealmente no momento da sua conceção de forma a melhorar processos, potenciar a formação e observar a entidade e respetivos projetos, como uma estrutura integrada. Esta mudança visa a criação de condições para a sustentabilidade dos apoios prestados, o aumento da escala de intervenção e a diversificação do seu leque de atividades.

Prémios e Distinções do Programa Oeiras Solidária

2018

  • Prémio “Melhores Municípios para Viver – M2V”, organizado pelo Instituto de Tecnologia Comportamental, na categoria “Domínio Social”.
  • Prémio “Parceiro Que Nos Deu Mais ASA’s”, na III Cerimónia dos O.S.C.A.R.’s, promovida pelo Fórum Sócio Ocupacional de Oeiras, da Associação de Reabilitação e Integração Ajuda (ARIA).
  • Distinção na qualidade de entidade que contribuiu para o desenvolvimento do FOSRDI-Centro Sagrada Família, atribuída no âmbito da comemoração dos seus 25 anos.

2016

  • Certificado de Parceira do GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, atribuído ao Município de Oeiras (POS) por reforçar a partilha e disseminação de boas práticas de SCR no território.

2015

  • Grande Prémio APCE – Excelência em Comunicação, foi reconhecido o Trabalho de Mérito do POS na “Campanha de Comunicação de Responsabilidade Social”.
  • A Coordenadora do POS, Isabel Martins foi nomeada pelo GRACE “Personalidade do Ano”, pelo seu contributo ativo na divulgação da Associação junto da sociedade portuguesa, potenciais associados ou parceiros nacionais e internacionais.

2010

  • O POS foi considerado um case study pelo projeto INCLUDE – Pathways to Community Investment (projeto financiado pela União Europeia) integrando o Kit de Boas Práticas da UE.

2007

  • Distinção no âmbito do Programa Comunitário CRS – Vaderegio (financiado pela Direção-Geral das Regiões da União Europeia) passando a integrar o seu Kit de Boas Práticas.

2006

  • O Júri Nacional dos European Enterprise Awards, organizado em Portugal pelo IAPMEI, distingue o POS na categoria “Iniciativa Empresarial Responsável”