Bayer

2020-08-17T08:33:06+00:00Agosto 17, 2020|Opinião|

Responsabilidade Social da Bayer

A Sustentabilidade é uma parte importante da estratégia da Bayer e tem como objetivo contribuir para a valorização das comunidades em que a empresa está inserida, através da promoção de iniciativas que fomentam melhor qualidade de vida.

A Bayer Portugal promove a Sustentabilidade através de cinco linhas orientadoras: a promoção de ações com a Comunidade, promoção da Educação e Ciência, proteção do ambiente e animais e promoção de estilos de vida saudável.

No ano passado a Bayer Portugal realizou dois grandes projetos, o Projeto Escolhe Viver e o Prémio „Ideias que Mudam o Mundo“. O Projeto Escolhe Viver é uma iniciativa que visa prevenir comportamentos de risco nos estudantes do ensino secundário e que é realizada em colaboração com a Academia do Johnson. No ano de 2019 e até ao inicio deste ano, a inciiativa passou por diversas escolas do Concelho da Amadora.

A Bayer Portugal lançou o prémio de sustentabilidade “Ideias que mudam o mundo”, que visa financiar projetos originais e inovadores de apoio à comunidade, desenvolvidos por associações de utilidade pública. Trata-se de uma ideia que a Bayer Portugal já tinha implementado com jovens alunos no passado e que foi recuperada em 2019.

As candidaturas para o prémio “Ideias que mudam o mundo“ têm como critérios, projetos que suportem inovação nas áreas da saúde, ciência e educação e que tragam benefício para a comunidade.

O primeiro lugar atribuído, recebeu financiamento no valor de 25 mil euros, ao passo que o segundo projeto mais votado recebeu 20 mil euros.

Posteriormente à decisão do Júri acreditado, os projetos finalistas são avaliados pelos colaboradores da Bayer Portugal que complementam um dos vencedores com 5 mil euros extra ao prémio já ganho.

A análise das candidaturas e a proposta de decisão de atribuição do Financiamento é feita por um Júri acreditado, composto por responsáveis do setor da Saúde.

Os vencedores foram a Casa de Saúde da Idanha, que pertence à Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, com um projeto centrado na utilização do Robot assistente PEPE nas aulas de ginástica cerebral realizadas no ginásio cerebral sénior comunitário. Trata-se de uma metodologia de intervenção inovadora suportada em novas tecnologias e o seu principal objetivo é promover o envelhecimento ativo. A Casa de Saúde da Idanha presta cuidados na área da saúde mental, através as vertentes preventiva, terapêutica e reabilitadora.

O outro projeto vencedor foi o Programa abemRede Solidária do Medicamento da Associação Dignitude, que tem como objetivo permitir, com total anonimato e dignidade, o acesso aos medicamentos prescritos a quem não tem capacidade financeira para os adquirir.

Este ano as candidaturas ainda estão abertas até 15 de setembro e podem saber mais sobre este prémio no seguinte link: AQUI